quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Dívidas, seca e dengue cancelam Carnaval em 15 cidades do interior de SP do UOL 29/01/201506h00



3
 
 
Eduardo Schiavoni
Do UOL, em Americana (SP)
Pelo menos 15 cidades paulistas decidiram cancelar ou cortar atividades nas festividades de Carnaval por causa de falta de água, dinheiro ou necessidade de priorizar o combate à dengue.
Araras (170 km de São Paulo) e Cordeirópolis (142 km de São Paulo) já decidiram cancelar a festa por causa da falta de água.
De acordo com o prefeito de Araras, Nelson Brambilla (PT), o momento crítico não permite desperdícios de água. "Nossa decisão é um ato de respeito a esse momento crítico vivenciado pela população e o governo devido à crise hídrica."
Já em Cordeirópolis, cidade de 20 mil habitantes, a festa de Momo foi cancelada por causa do alto número de visitantes poderia agravar ainda mais a situação hídrica do município, que utiliza, há mais de três meses, água de uma cava de mineração para abastecer a população. A represa que abastece a cidade já secou.
A estimativa era receber pelo menos 10 mil pessoas por dia. "Nessa crise hídrica, usar a água para a lavagem da sujeira neste ano seria mais polêmico do que cancelar a festa", informou a administração.

Dengue

Outras duas cidades preferiram cancelar a festa e investir os recursos no combate à dengue. É o caso de Catanduva (385 km de São Paulo), que possui um dos mais tradicionais carnavais do interior do Estado.
O investimento seria de R$ 1,5 milhão e a expectativa era atrair 100 mil pessoas para o festejo.
"O cenário econômico do país faz com que se tomem todas as precauções para que Catanduva possa continuar a se desenvolver (...) por determinação do prefeito Geraldo Vinholi, não foi realizada a festa de final de ano na avenida Theodoro Rosa Filho, e agora, a decisão é de que não seja realizado o carnaval 2015", informa a administração.
Penápolis (425 km de São Paulo) também cancelou a festa pelo mesmo motivo.
"O evento Carnaval Popular, cujos preparativos já tinham sido iniciados, foi cancelado. A prefeitura quer mover todos os esforços para o combate à dengue, tendo em vista o crescente número de casos registrados desde o último mês de dezembro (...) pensando em priorizar nossos esforços para o combate à dengue, resolvemos cancelar a realização do Carnaval neste ano", informou a prefeitura.

Dívidas

A maioria dos municípios que não irá realizar a festa, no entanto, decidiu pelo cancelamento depois de avaliar a situação financeira. Em Ibirá (417 km de São Paulo), onde a festividade é tradicional, a prioridade é pagar uma dívida de R$ 4,6 milhões.
"Exatamente essa dívida, que compromete o Orçamento, exige que sejam tomadas todas as medidas necessárias e possíveis para quitá-la (...) Por este motivo, qualquer gasto com a realização de Carnaval, seria uma imprudência", informou a administração, em nota.
Em Campo Limpo Paulista (53 km de São Paulo), a justificativa é investir os R$ 150 mil que seriam aplicados para a realização da festa na compra de três carros para a Guarda Municipal. Segundo o prefeito José Roberto Assis (PR), a decisão irá beneficiar à população.
"Tendo em vista os altos números de assalto, resolvemos comprar as viaturas", disse o prefeito.
Em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), a maior das cidades entre as que cancelaram a festa, a economia será de quase R$ 1 milhão.
"O repasse, que seria de R$ 1,2 milhão, será de R$ 300 mil", disse o secretário de Cultura, Alessandro Maraca. A cidade cortou o desfile de rua, mas terá programação de Carnaval na quadra das escolas de samba da cidade.
Barretos (423 km de São Paulo), por sua vez, irá economizar os R$ 1 milhão que iria gastar com Carnaval.
"Até tentamos conseguir essa verba com o governo estadual e com o governo federal para a realização, mas não conseguimos", disse o secretário de Cultura, Adriano Santos, que informou, porém, que a festa volta a ser celebrada no ano que vem.
A região de Ribeirão ainda terá duas cidades de médio porte que já cancelaram o Carnaval. São elas Jaboticabal (342 km de São Paulo) e Sertãozinho  (333 km de São Paulo), cujos eventos custariam, respectivamente, R$ 200 mil e R$ 700 mil.
"O prefeito entendeu que existem outras prioridades, principalmente em relação aos moradores de rua", disse o secretário de Governo de Jaboticabal, José Paulo Lacativa Filho.
Sertãozinho informou que os recursos serão usados para pagar dívidas.
Fechando a lista das cidades que cancelaram o Carnaval por motivos financeiros, estão Americana (127 km de São Paulo), Paranapanema (261 km de São Paulo), Itirapina (212 km de São Paulo) e Suzano (44 km de SP). 
Além delas, São Carlos  (232 km de São Paulo) também não terá Carnaval, mas a causa é a impossibilidade de fazer repasses às escolas de samba por conta de problemas na prestação de contas com o TCE (Tribunal de Contas do Estado).
As demais atividades, segundo a prefeitura, serão mantidas, mas de forma econômica

Leia mais em: http://zip.net/bbqHzk

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Menino de 14 anos é aprovado no curso de Medicina de Universidade Federal

 
 
Menino de 14 anos é aprovado no curso de Medicina de Universidade Federal
Foto: Eugenio Barreto/Divulgação
O aluno José Victor Menezes Teles, de apenas 14 anos, foi aprovado no curso de medicina da UFS (Universidade Federal de Sergipe) esta semana. O jovem estuda no 1º ano do ensino médio do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana (SE), a 52 km da capital, Aracaju, de acordo com o Terra. Segundo o garoto, ele se dedicava a 5 horas de estudos por dia, fora o tempo da escola. Para treinar, usou a estratégia recomendada por dez entre dez professores: fazer provas anteriores. Se ele percebia dificuldades, como foi o caso de assuntos de química e física, buscava reforço.  "Durante as férias fiz cursinho aqui em Itabaiana e Aracaju", lembrou. José Victor aguarda uma decisão judicial para poder comemorar a vitória. O garoto não concluiu o ensino médio, uma das exigências da UFS para se matricular. "Não se coloca limite de idade para ingressar na Universidade Federal de Sergipe", afirmou o diretor do departamento de administração acadêmica da UFS, professor Antônio Edilson do Nascimento.

Renato Fonsêca celebra 40 anos de farmacêutico

 

 

 

Renato Fonsêca
Este ano o farmacêutico Renato Fonsêca estará celebrando 40 anos de profissão. Conhecido pelos amigos como “Marfon’, o filho de “Zezito da Farmácia” e Zuleica Oyama vive com muita dedicação a profissão que escolheu.
A profissão foi “abraçada” por Renato desde a fase da infância, quando começou ajudar o saudoso pai (Zezito), em sua farmácia.A vocação que passa de pai para filhos, chegou também aos seus herdeiros, uma vez que. “Marfon” também tem a continuidade da profissão em dois dos seus filhos, sendo eles: José Netto e Keysuque Oyama.

Filho de Lula vai processar Eduardo Jorge por tuíte sobre o Friboi


 

 

  • Alan Marques/Folhapress
    Fábio Luis, filho do ex-presidente Lula Fábio Luis, filho do ex-presidente Lula
O empresário Fábio Luis Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, decidiu interpelar judicialmente o ex-candidato à Presidência da República pelo PV, Eduardo Jorge, por difamação. O motivo foi um post de Twitter que teria sido publicado no último dia 18. No tuíte, o ex-presidenciável teria afirmado que Silva é dono da Friboi, marca do frigorífico JBS.

Na mensagem, Jorge teria feito piada com a afirmação da presidente Dilma Rousseff (PT), feita durante a campanha eleitoral, de que não mexeria nos direitos trabalhistas "nem que a vaca tussa". "A vaca que tossiu não é do frigorífico do filho do Lula. Então pode comer à vontade", disse a mensagem, que posteriormente foi apagada.

Os advogados de Fábio Lula da Silva alegam que ele "não é ou jamais foi sócio ou manteve qualquer relação profissional com negócios relacionados ao setor agropecuário ou agroindústria" e dizem que ele é "vítima de atos criminosos na internet" . No ano passado, o filho do ex-presidente entrou com um processo parecido contra Daniel Graziano, filho do ex-ministro Xico Graziano, que teria usado um computador do Instituto Fernando Henrique Cardoso para disseminar o mesmo boato.

Procurado pela reportagem, Eduardo Jorge alega que o post foi feito por perfil falso com o seu nome. "Não publiquei esse post. Isso deve ser coisa de um dos fakes que me perseguem. Já reclamei, mas o Twitter não retira".

Leia mais em: http://zip.net/bqqH2X

XIXI na rua, em Salvador, é proibido

A  pouco mais que dois meses passados, a Câmara de Vereadores aprovou uma lei, na qual  as pessoas que fossem flagrada nas rua fazendo Xixi seriam multadas.
O momento chegou e partir de agora a multa vai acontecer que varia de sessenta e sete reais a  mil reais. Só que  muita gente de Salvador  comenta que não existe banheiros o suficiente parta a grande população.
Se você estiver na rua e a vontade chegar o que fazer se não  houver banheiro próximo?

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Deputado fala em greve geral caso mudanças em direitos trabalhistas não sejam repensadas


por Luiz Fernando Teixeira
Deputado fala em greve geral caso mudanças em direitos trabalhistas não sejam repensadas
 
 
A manifestação nacional dos trabalhadores que está agendada para esta quarta-feira (28) pode ser o prelúdio de uma greve geral no país, de acordo com o deputado federal eleito e líder sindical Bebeto Galvão (PSB). O político afirmou que cerca de três mil pessoas são aguardadas em Salvador. “As centrais sindicais estão se mobilizando e ainda vai haver uma grande manifestação, que vai ser a Marcha a Brasília, quando pretendemos ter 100 trabalhadores. Neste momento entendemos que o governo democraticamente eleito e que ajudamos a eleger caiu sobre os trabalhadores. Caso essas medidas não sejam refletidas podemos ter uma greve geral. Claro que caso a negociação não dê resultado”, disse Bebeto. O parlamentar reforçou que durante o processo de redemocratização brasileira, as greves gerais dos trabalhadores foram fundamentais para a obtenção de direitos da classe na década de 80. O deputado chamou o novo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, de “Levy mão de tesoura” por ele ter modificado a legislação trabalhista com menos de um mês no cargo. “O governo disse que não atacaria os direitos trabalhistas, mas não foi isso que aconteceu”, atacou Bebeto antes de enumerá-los: aumento do prazo do seguro-desemprego e do auxílio-doença e o veto na correção da tabela do imposto de renda (veja aqui, aqui, aqui e aqui). “Eu, como parlamentar, entendo que as MPs adotadas por Dilma produzirão um desvelo social ao trabalho. Não aceitamos que as medidas recaiam sobre os trabalhadores”, defendeu o deputado. Argumento semelhante foi utilizado o pelo presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira.“As mudanças são absurdas, pois exclui o acesso de milhões de trabalhadores a estes benefícios, exatamente no momento em que eles mais precisam. Não podemos permitir este retrocesso, com a retirada de direitos duramente conquistados pela classe trabalhadora. Vamos tomar as ruas para exigir a revogação imediata destas medidas”, defendeu. Nesta terça (27), a presidente Dilma Rousseff minimizou as declarações do ministro Joaquim Levy e afirmou que os direitos trabalhistas não serão alterados.

Entidades reivindicam à UEFS adoção de nome social


 

 

A solicitação foi encaminhada à Administração Central pelo Coletivo Quitérias de Diversidade Sexual e de Gênero
Entidades reivindicam à UEFS adoção de nome social A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) poderá adotar o sistema de adoção do nome social para travestis e transexuais, a exemplo de outras instituições de ensino superior, como a Ufba, Universidade de Brasília e USP.

A solicitação foi encaminhada à Administração Central pelo Coletivo Quitérias de Diversidade Sexual e de Gênero, que reúne pessoas da comunidade universitária, e pela Comissão Especial de Diversidade Sexual e Enfrentamento à Homofobia da OAB/BA.

A solicitação foi protocolada na Reitoria por Leonardo Santana (servidor técnico-administrativo e presidente da Comissão Especial de Diversidade Sexual e Enfrentamento à Homofobia da OAB/BA, subseção Feira de Santana) e dos estudantes Bruno Santana (Educação Física) e Tuira Ribeiro (Economia), do Coletivo Quitérias.

Agora, o documento será enviado para apreciação e deliberação do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe).



05 dias sem água e dois dias com água

A coisa continua preocupante em São Paulo no que diz respeito a água. Na represa Cantareira, a agua está no final, as margens da represa, hoje serve para o gado pastar. Sabe-se  que muita gente já pensa em deixar São Paulo.
Com base na situação, uma pessoa de grande prestigio em São Paulo, afirmou que se as coisas continuarem
 como estão  em São Paulo  poderá se ter 05 dias sem água e dois dias com água.

Após sair com homem casado, mulher viúva é estuprada por oito homens como punição

 

 

Mulher ainda levou um surra de policiais por quebrar as leis religiosas
Redação iBahia
Uma mulher viúva, que não teve o nome revelado, foi estuprada por oito homens na Indonésia como punição por ter tido um relacionado com um homem casado. Segundo informações do site 'Daily Mail', os estupradores invadiram uma casa e a acusaram de ter tido "relações íntimas impróprias".
O jovem de 25 anos, que também não teve o nome revelado, foi amarrado e espancado, enquanto a mulher foi estuprada repetidamente. Em seguida, os dois foram encharcados com água de esgoto e a viúva foi levada para a delegacia pelos próprios estupradores que relataram a quebra das leis religiosas de Sharia, que impede a relação íntima fora do casamento.
Mulher ainda levou um surra de policiais por quebrar as leis religiosas.(Foto: Reprodução/Daily Mail)
Ainda segundo o 'Daily Mail', três dos agressores foram detidos e acusados de estupro, os outros cinco fugiram. Mesmo assim, a mulher levou uma surra dos policiais por quebrar as leis religiosas. "A mulher e o homem serão açoitados por terem violado uma lei municipal de religiosidade relacionada a relações íntimas", disse Ibrahim Latif, chefe do escritório do Shariah na cidade oriental de Langsa.
Ele ainda contou que o fato de que a mulher havia sido estuprada não seria levado em consideração na determinação da punição para o crime religioso que tinha alegadamente cometido. Ibrahum ainda contou que a mulher e o rapaz casado confessaram ter tido relações íntimas em várias ocasiões anteriores, mesmo com o homem sendo casado e com cinco filhos.
Segundo a lei religiosa local, os dois enfrentarão até nove chibatadas cada um em um local público. A busca pelos outros estupradores continua.
publicidade

Amargosa tem concurso com 133 vagas e salários até R$ 8 mil


 

 

 
 
Oportunidades são para profissionais com níveis de escolaridade fundamental, médio e superior
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Amargosa tem concurso com 133 vagas e salários até R$ 8 mil
Foto: Reprodução


A Prefeitura e a e Câmara Municipal de Amargosa estão oferecendo 133 oportunidades de emprego mais formação de cadastro reserva por meio de concurso público para profissionais com níveis de escolaridade fundamental, médio e superior. Os aprovados irão atuar em jornadas semanais que vão até 40 horas e salários entre R$ 788,00 e R$ 8.486,40.
Os interessados em uma das vagas devem se inscrever até o dia 5 de fevereiro de 2015, por meio do site da Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico (Fundação CefetBahia). As taxas vão de R$ 30,00 a R$ 75,00.
De acordo com informações do iBahia, o certame constará de Prova Objetiva de Conhecimentos Gerais e Específicos e de Títulos, conforme o que for determinado por cada vaga. A data provável para realização da primeira parte é 15 de março de 2015. A validade deste concurso é de dois anos.
As oportunidade são para os cargos de Auxiliar de Infraestrutura (6); Encarregado de Serviços Gerais (30); Agente de Infraestrutura nas funções de Pedreiro (3); Pintor (1); Carpinteiro (1); Eletricista (1); Auxiliar de Serviços Administrativos Educacionais nos postos de Merenda e Limpeza (7); Auxiliar de Serviços Gerais (1); e Motorista (1) para a Câmara Municipal; Agente de Trânsito (2); Fiscal de Tributos (1); Técnicos Agrícola (1); Enfermagem (10); Laboratório (2); Radiologia (1); Vigilância Sanitária (1); Assistentes nos segmentos de Administrativo (6); Motorista Escolar (2); Assistente Administrativo Educacional (2); Assistente de Classe (1); Assistente Administrativo - Câmara Municipal (6); Assistente de Nutrição (1); Atendente de Consultório Dentário (4); Fiscal Ambiental (1); Fiscal de Serviços Públicos (1); Motorista (2); Operador de Máquinas Pesadas (2); Agente de Combate às Endemias (2); Analistas de Serviços e Obras Públicas (1); e de Controle Interno (1); Analista de Suporte a Informática (1); Biólogo (1); Nutricionista (2); Auditor Contábil (1); Psicólogo (2); Assistente Social (1); Fisioterapeuta (1); Terapeuta Ocupacional (1); Fonoaudiólogo (1); Auditor em Saúde/ Médico (1); Engenheiro Agrônomo (1); Arquiteto (1); Engenheiros Ambiental (1); e Civil (1); Médico Veterinário (1); Sanitarista/ Enfermeiro (1); Bioquímico (1); Enfermeiro (4); Odontólogo (4); e Médicos nas áreas de Clínico Geral (4); e Pediatra (1).

Portugal corre o risco de diminuir 20 % da população nos próximos 40 anos.

Portugal foi o país  descobridor  do Brasil  e um fato está chamando a atenção do mundo. A população de Portugal está encolhendo, está ficando velha, 
Em Portugal morre mais pessoas do que a quantidade de nascimento.
Com base nos fatos o governo português está incentivando o nascimento, E, a mulher nos  dois  primeiros filhos receberá do governo 3 mil euros por cada filho e a partir do terceiro   e quarto filho 15 mil.
Com esta atitude, espera o governo português, que a população se estimule a ter mais filhos.
Segundo estudiosos Português corre o risco de diminuir 20 % da população nos próximos 40 anos.

Agerba fará força-tarefa para combater transporte clandestino intermunicipal em Feira

Feira de Santana
Diminuir letra
Foto: Paulo José/Acorda Cidade
Laiane Cruz
A Agerba, órgão que regula os transportes terrestres, pretende nos próximos dias iniciar uma força-tarefa, em parceria com o Ministério Público e os órgãos de segurança, a fim de combater o transporte clandestino intermunicipal. O órgão já participa de uma operação semelhante para coibir a prática na área urbana, juntamente com as Polícias Militar, Civil e Rodoviária, além da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT).
De acordo com o coordenador da unidade da Agerba no município, Antônio Rosevaldo, o Terminal Rodoviário de Feira vem enfrentando nos últimos anos uma forte queda no número de embarques e desembarques. Segundo ele, a diminuição de passageiros gira em torno de 50%, de 1996 para cá. Os motivos para a baixa procura seriam o aumento da motorização da população e o crescimento do transporte clandestino.
“Em 2014 na Bahia mais de 7 mil veículos clandestinos foram notificados, por isso é necessário uma fiscalização mais forte. Nós vamos apertar o cerco em frente ao terminal rodoviário. Estamos aguardando liberação da nossa procuradoria para nos próximos dias também combater o transporte clandestino intermunicipal”, informou o coordenador.
Segundo dados da Agerba, 93.320 passageiros embarcaram em dezembro de 2014 no terminal de Feira de Santana, número um pouco menor que o registrado em 2013, quando em torno de 100 mil pessoas optaram pelo serviço. Em 2012, foram 93 mil. “Nós vínhamos embarcando cerca de 180 mil pessoas por mês, em 1996, por exemplo. Agora são 93 mil, então metade das pessoas.”
Além do transporte clandestino, ele cita também o aumento motorização em Feira de Santana, onde um em cada três habitantes tem carro ou moto. “Nós estamos com uma população de 600 mil habitantes e um número de 200 mil veículos licenciados, em torno de 10% ao ano. Isso tem impactado o transporte público, tanto urbano quanto intermunicipal”, avalia Antônio Rosevaldo.
Com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.
 






segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Jovens expulsas de culto após se beijarem entram com ação contra Feliciano

 

Jovens expulsas de culto após se beijarem entram com ação contra Feliciano
Joana é retirada do culto | Foto: Reprodução/Facebook
Duas jovens expulsas de um culto evangélico ministrado pelo deputado federal e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) após se beijarem ajuizaram uma ação de danos morais contra o parlamentar. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, elas pedem uma indenização de R$ 2 milhões. Além de serem retiradas da cerimônia religiosa, realizada em São Sebastião em setembro de 2012, no litoral paulista, Joana Palhares, de 18 anos, e Yunka Mihura, de 20, foram presas. “Essas duas precisam sair daqui algemadas”, disse Feliciano, sob aplausos dos fiéis. A cena era assistida por meio de dois telões instalados no local. Joana e Yunka afirmaram que o beijo foi uma forma de protestar contra a pedofilia. De acordo com a assessoria de imprensa de Feliciano, ele está tranquilo. 

Descaso ou negligência



Poste danificado

Um poste situado na Avenida Castro Alves, nas proximidades da Praça do Bosque, está ameaçando a segurança de quem passa pelo local. Sem sustentação e destruído após um trágico acidente que matou uma adolescente, moradores reclamam da insegurança de terem suas residências próximas de um poste que está sem alicerce nenhuma.
Uma aposentada de pré-nome Maria (77 anos), afirma que se sente temerosa em ficar em casa. “Imagino que possa cair por cima das nossas casas ou até mesmo machucar uma pessoa que passe pela rua”, conta.
O poste foi danificado após a tragédia que vitimou a adolescente em novembro de 2014. Até o momento, não se sabe se é a negligência da Coelba ou descaso do Poder Público local que o “braço de luz” continua tirando o sossego dos moradores

Inscrições para o ProUni começam nesta segunda-feira (26)


 

 

 

O candidato que se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) também pode participar do ProUni
Agência Brasil
Começam nesta segunda-feira (26) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). Os interessados em obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior podem fazer a inscrição até o dia 29 na página do programa.
O candidato que se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) também pode participar do ProUni, que oferece nesta edição 213.113 bolsas, sendo 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas são destinadas a 30.549 cursos e distribuídas por 1.117 instituições.
Para se inscrever, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado 0 na redação. Outra condição é ainda não ter diploma de curso superior.
As bolsas integrais são para estudantes que cursaram o ensino médio nas redes pública ou particular, na condição de bolsista integral. Também é necessário comprovar, por pessoa, renda bruta familiar até um salário mínimo e meio. Para as bolsas de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser até três salários mínimos.
Professores do quadro permanente da rede pública de ensino, que concorrerem a cursos de licenciatura, também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.
O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 2 de fevereiro. Os selecionados terão até o dia 9 para comprovar as informações nas instituições. A segunda chamada será no dia 19. Os candidatos não selecionados ainda terão a chance de participar da lista de espera nos dias 2 e 3 de março.
Veja a lista dos cursos com maior oferta de bolsas:
1. Administração – 22.050
2. Pedagogia – 15.562
3. Direito – 15.010
4. Ciências contábeis – 11.917
5. Engenharia civil – 8.405
6. Educação física – 8.181
7. Gestão de recursos humanos – 6.854
8. Enfermagem – 6.801
9. Psicologia – 5.307
10. Engenharia de produção – 5.284

domingo, 25 de janeiro de 2015

Ratos fazem a festa em posto de saúde


 

 

yuri silva
redacao@jornalmassa.com.br
O forte odor de chorume e a proliferação de ratos na praça do Alto das Pombas, provocados pelo vazamento em um compressor de lixo instalado no bairro, vêm incomodando e causando transtornos aos moradores.
Por causa de uma possível infestação de roedores, a Unidade de Saúde da Família da comunidade completou, ontem, cinco dias sem funcionar plenamente.
Apenas a distribuição de medicamentos, a medição de pressão arterial, a marcação de consultas médicas e os trabalhos externos estão sendo realizados.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o atendimento na unidade volta ao normal hoje.
Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) farão uma vistoria no local, para verificar se há infestação de ratos. Caso a  hipótese seja confirmada, o prédio da unidade passará por um processo de dedetização.
De acordo com o morador Wilson Almeida, 59 anos, além de ratos, baratas e moscas se tornaram constantes no bairro após a instalação, há um mês, da caixa de compressão com vazamento.

Yuri Silva
redacao@jornalmassa.com.br

O forte odor de chorume e a proliferação de ratos na praça do Alto das Pombas, provocados pelo vazamento em um compressor de lixo instalado no bairro, vêm incomodando e causando transtornos aos moradores. Por causa de uma possível infestação de roedores, a Unidade de Saúde da Família da comunidade completou, ontem, cinco dias sem funcionar plenamente.
Apenas a distribuição de medicamentos, a medição de pressão arterial, a marcação de consultas médicas e os trabalhos externos estão sendo realizados. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o atendimento na unidade volta ao normal hoje. Agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) farão uma vistoria no local, para verificar se há infestação de ratos. Caso a  hipótese seja confirmada, o prédio da unidade passará por um processo de dedetização.
De acordo com o morador Wilson Almeida, 59 anos, além de ratos, baratas e moscas se tornaram constantes no bairro após a instalação, há um mês, da caixa de compressão com vazamento.
Projeto dá esperança

Solução alternativa ao problema, um projeto de educação em descarte de lixo, reciclagem e meio-ambiente – elaborado por alunos da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (Ufba) junto à Associação de Moradores do Alto das Pombas – poderá ser apresentado nos próximos dias à prefeitura. Segundo o presidente da entidade, Derval Pereira, levar a ideia até a gestão municipal só depende da aprovação dos moradores. “É um projeto sobretudo sobre educação ambiental”, diz.
Cheiro incomoda a todos

A reportagem tentou entrar em contato com a presidente da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), Kátia Alves, mas não conseguiu até o fechamento. Devido ao problema, até missas na Paróquia Divino Espírito Santo,  na praça do Alto das Pombas, foram canceladas. Segundo o ministro da igreja, Joselito Souza, o cheiro incomoda os fiéis, o que impede a realização dos cultos. “O cheiro chega até na sacristia”, diz.
Mesmo com limpeza, fedor insiste em não sair do local

No meio da tarde de ontem, funcionários da Limpurb realizaram uma lavagem das ruas do bairro com um caminhão-pipa e detergente. Mesmo assim, o fedor de chorume persistiu. Na ocasião, técnicos da Diretoria de Atenção à Saúde da SMS também visitaram a unidade de saúde local. Segundo um deles, identificado à reportagem como Anselmo Campos, a Limpurb garantiu que trocaria a caixa de compressão quebrada por uma nova hoje e taparia o buraco aberto pelo chorume debaixo do equipamento de coleta. “O vazamento está sendo causado por causa de um problema na borracha de vedação da caixa”, explicou Campos.

 l Ag. A TARDE



publicidade

Uso ilegal do canabidiol pode causar até 15 anos de prisão

Publicada em 25/01/2015 10:07:53
Foto: Divulgação
Medicamentos que usarem o canabidiol serão controlados e precisarão de receitas para serem vendidos
O canabidiol, substância presente na maconha e que não possui efeito alucinógeno, foi liberado para fins medicinais e terapêuticos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na quarta-feira (14.01). 
Quando chegarem às farmácias, os medicamentos que usarem o composto serão controlados e precisarão de receitas para serem vendidos.
Segundo a Polícia Federal (PF), quem for pego comercializando ou adquirindo o produto ilegalmente, estará passivo de prisão em flagrante por tráfico de drogas com penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão.
Nas próximas semanas, a Anvisa deverá irá expedir normas para que laboratórios possam fabricar medicamentos com a substância, além de uma resolução para facilitar a importação do produto. No Brasil, apenas um laboratório estrangeiro pediu o registro no órgão regulador para importar e comercializar um remédio com a matéria prima.
Apesar da exclusão do canabidiol da lista de substâncias proibidas no Brasil, o processo para importar produtos à base do composto em associação a outras substâncias derivadas da maconha permanece o mesmo e exige autorização excepcional da Anvisa. Além disso, o cultivo da planta continua proibido no Brasil.
Dentre os 17 países que já aprovaram substância da maconha para fins medicinais estão o Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Holanda, Espanha, Itália, Israel, Uruguai, Chile, Bélgica, Finlândia, França, Dinamarca, Romênia e Suíç

Rio tem 8º caso de bala perdida em uma semana

 
 
No Rio
O oitavo caso de bala perdida em uma semana foi registrado na manhã deste sábado, no Rio de Janeiro. A vítima é uma mulher ainda não identificada, atingida por um tiro no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho (zona norte). Ela foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Irajá. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, facções rivais trocaram tiros no morro durante toda a madrugada. Às 9 horas, a polícia entrou na favela. A operação policial continua na tarde deste sábado, 24, e não há registro de presos.
A vítima levou um tiro de raspão na perna e está fora de perigo. Duas crianças morreram vítimas de bala perdida na última semana. Asafe William Costa Ibrahim, de nove anos, foi atingido na piscina de um clube na zona norte, no domingo, 18. Na véspera, Larissa de Carvalho, de 4 anos, não resistiu depois de ser baleada na cabeça quando saída com a família de um restaurante na zona oeste. Outra criança e quatro adultos foram feridos por balas perdidas entre o sábado, 17, e a sexta, 23, em bairros da periferia
Leia mais em: http://zip.net/bmqGbF

Mulher: se você sente dor durante o sexo precisa ler isto

 

 

Reprodução
Relação sexual dolorida pode atrapalhar relacionamento
Já ouviu falar de vaginismo? Sabe exatamente o que é? O problema feminino é uma das causas de dor no ato sexual, que pode influenciar muito na vida do casal e, consequentemente, na vida reprodutiva. Para tirar dúvidas sobre causas, tratamento e possibilidade de cura, o site "Terra" reuniu informações do ginecologista Eliseu Tirado, do Hospital Bandeirantes; da ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana Ana Lúcia Beltrame; e do ginecologista Fabio Laginha, da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho. Confira:
O que é vaginismo?
 
Vaginismo é a contração involuntária dos músculos ao redor do orifício da vagina, causando dor, dificuldade e até impossibilidade de manter relação sexual, sem causa física, como explicou o ginecologista Tirado.
 
Quais são os sintomas de vaginismo?
 
“Contração involuntária dos músculos perineais (do assoalho pélvico), dificultando ou impedindo a relação sexual, dor na penetração, dificuldade em manipular a região genital”, listou a ginecologista Ana Lúcia.
 
O vaginismo está presente desde a primeira relação sexual ou é algo que se adquire?
 
O vaginismo pode acontecer desde a primeira relação sexual ou ser adquirido posteriormente. “O vaginismo primário, quando ocorre desde o início da vida sexual, está mais relacionado a um mecanismo psicossomático e, o secundário, que acontece depois de um período de relações normal, a uma experiência negativa real ou imaginária”, comentou o ginecologista Tirado.
 
Quais são as causas do vaginismo?
 
As causas não estão bem estabelecidas, mas provavelmente são multifatoriais. “Normalmente, está relacionado a questões emocionais e psicológicas decorrentes de tabus, educação rígida ou uma experiência sexual ruim”, informou a ginecologista Ana Lúcia.
 
Como é feito o diagnóstico do vaginismo?
 
“O diagnóstico do vaginismo é feito pelo histórico do paciente, exame clínico e por exames de imagem, se necessário, para afastar algum problema orgânico”, disse o ginecologista Tirado. “Devem ser excluídas outras causas de dispareunia (dor relacionada ao ato sexual), como endometriose, infecções vaginais e atrofia vaginal”, comentou a ginecologista Ana Lúcia.
 
Existe cura para o vaginismo?
 
Sim. Se seguir o tratamento, é possível alcançar a cura do problema. “Vejo como uma grande oportunidade de melhorar a comunicação, aproximação do casal”, comentou o ginecologista Laginha. 
 
Como é o tratamento do vaginismo? Quanto tempo dura?
 
O tratamento é multidisciplinar e pode envolver terapia sexual, fisioterapia com exercícios perineais, psicoterapia. “Alguns medicamentos como antidepressivos e ansiolíticos, bem como uso de toxina botulínica e géis anestésicos, podem ser usados no auxilio da terapia”, completou a ginecologista Ana Lúcia.
 
Terapia sexual é fundamental no tratamento de vaginismo?
 
Sim, a terapia sexual (exercícios e psicoterapia) é fundamental para orientar o casal. “O vaginismo não acontece apenas com a mulher, mas afeta o casal, portanto, sempre que possível, a abordagem deve ser feita em conjunto”, disse o ginecologista Laginha.
 
Como a toxina botulínica pode ajudar no tratamento?
 
A toxina botulínica pode auxiliar no processo porque impede a contração muscular. “Ela é aplicada nos músculos perineais envolvidos na anatomia vaginal. A aplicação é normalmente feita a cada seis meses, mas é importante salientar que o resultado do tratamento depende também de um acompanhamento psicológico e terapia sexual”, comentou a ginecologista Ana Lúcia.
 
Quais são as complicações do vaginismo?
 
“Dor local, mas que não se compara com a dor psicológica, medo, culpa e baixa autoestima. É uma perda emocional muito grande”, respondeu o ginecologista Laginha. “O vaginismo pode influenciar muito na vida sexual do casal e consequentemente na vida reprodutiva, já que as mulheres portadoras dessa condição não conseguem ter relação sexual”, completou a ginecologista Ana Lúcia.
 
É possível prevenir o vaginismo?
 
Sim. “O vaginismo, na grande parte das vezes, tem um fundo emocional muito importante relacionado à educação rígida, tabus e medos desenvolvidos durante a infância e a adolescência. Uma educação sexual saudável pode, muitas vezes, prevenir a doença”, explicou a médica Ana Lúcia.
 
Qual parcela das mulheres sofre de vaginismo?
 
“É muito difícil estimar essa queixa, pois as mulheres não falam e os médicos não perguntam. Estima-se que, em clínicas especializadas em disfunções sexuais, 5% a 42% dos tratamentos são por vaginismo”, comentou Laginha. “É uma condição rara. Cerca de 1% a 5% da população feminina pode apresentar essa doença”, comentou Ana Lúcia.
 
Vaginismo impossibilita ou atrapalha engravidar?
 
Sim, porque, em grande parte das vezes, a mulher não consegue manter relações sexuais, comentou Ana Lúcia. “Nessas situações, algumas recorrem a tratamentos de reprodução assistida”, completou a médica.
 
Como o parceiro pode ajudar quando a mulher tem vaginismo?
 
O parceiro deve participar do processo terapêutico, como informou Ana Lúcia. “Cabe ao parceiro melhorar a autoestima, relacionamento, ajudando no conhecimento do corpo e nos exercícios”, disse o ginecologista Laginha.
 
A masturbação ajuda a mulher com vaginismo?
 
Sim, “porque, por meio do toque e da masturbação, a mulher conhece mais seu próprio corpo, partes que lhe dão maior prazer”, afirmou a ginecologista Ana Lúcia. “Tanto para os homens como para as mulheres, a masturbação é um momento de autoconhecimento e faz parte do desenvolvimento da sexualidade”, comentou Laginha.
 
Vaginismo leva à falta de orgasmo?
 
O vaginismo necessariamente não leva à falta de orgasmo, como informou o ginecologista Laginha. “Muitos casais conseguem relações prazerosas com orgasmo, mas sem penetração”, completou o médico.
 
Dor no ato sexual pode estar ligada a quais outros problemas além do vaginismo?
 
“Existem inúmeras causas de dispareunia (dor relacionada ao ato sexual), como infecções, atrofia, malformações, falta de lubrificação, problemas urinários, intestinais e ginecológicos”, afirmou o ginecologista Tirado.
As informações são do Terra Mulher

 



Outras Notícias de Mulher