sábado, 23 de maio de 2015

Padre faz declaração polêmica: 'O diabo não existe'

De acordo com ele, o único diabo que existe é o ser humano falso, hipócrita e mentiroso e que usa a ignorância das pessoas para tirar proveito.
Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra 

Padre faz declaração polêmica: 'O diabo não existe'
Foto: Ney Silva/Acorda Cidade | padre Carlos Vianey

Daniela Cardoso e Ney Silva
Ao completar 32 anos de ordenação sacerdotal, o padre Carlos Vianey, que é capelão da Santa Casa de Misericórdia de Feira de Santana, afirma: “O diabo não existe”. De acordo com ele, o único diabo que existe é o ser humano falso, hipócrita e mentiroso e que usa a ignorância das pessoas para tirar proveito.
“O único diabo que faz medo à gente é o ser humano. Eu não acredito que exista satanás, senão ele é outro deus. Ele é eterno, nunca morre? Só um é eterno”, afirmou.
O padre afirmou ainda que o mundo está ficando materialista e que as religiões não estão correspondendo o avanço da ciência, o avanço do conhecimento, para dar o testemunho da finalidade da sua presença. Ele defendeu o respeito a todas as religiões.
“Não precisa misturar religião, destruir para ficar uma só. Cada religião tem que ter respeito à outra, pois se Deus é o ser supremo do universo, ele é infinito. Cada um tem sua maneira de ter sua impressão a respeito dele. Eu digo sempre às pessoas: a religião mais importante é ter caráter, dignidade, seriedade e ter respeito”, destacou.
O ecumenismo, de acordo com o padre Carlos Vianey, é a maior prova do seguimento do mandamento de Jesus: ‘Amai-vos uns aos outros como eu vos amei’.
“As pessoas devem viver a religião respeitando a do outro e nessa onda que o mundo está hoje com drogas e tantas desonestidades, as religiões deveriam ter periodicamente uma reunião e traçar um trabalho comum para a gente salvar a humanidade dessas coisas. Não precisa você considerar errada a doutrina e o conceito da outra religião, apenas respeitar”, afirmou.
O padre também falou sobre a ganância de alguns líderes religiosos que, segundo ele, estão ficando cada vez mais ricos. “A maior vergonha pra mim hoje é notar que religião está virando comércio. Em cada ponta de rua tem uma igreja, mas a finalidade é o dízimo, como se dízimo fosse mandamento de Deus, mas na verdade é uma invenção em nome de Deus. Quem é ministro de Deus, seja padre ou pastor, devia ser pobre, humilde, simples e verdadeiro como Jesus foi”, afirmou.
Os 32 anos de ordenação sacerdotal serão comemorados durante missa às 17 horas desta sexta-feira (22) na capela da Santa Casa.


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Orlando Santiago e o transporte universitário

Um problema que estava preocupando a toda classe universitária de Santo Estevão  era a questão do transporte escolar.

O prefeito Orlando Santiago em entrevista  concedida ao Paraguassú Notícia, afirmou que pretende  resolver  este problema  o mais  rápido possível, faltando apenas que  os Universitários  marquem logo uma reunião.

Vereador culpa presidência da Câmara por secretária não conseguir falar


 
Vereador João Carlos de Almeida (PTB)

Vereador João Carlos de Almeida (PTB)

Sobre a polêmica ida da secretária de saúde, Caroline Santiago na Câmara de Vereadores de Santo Estevão, o vereador João Carlos de Almeida (PTB), popular ‘João do Saco’, que faz oposição ao prefeito Orlando Santiago (PSD), atribuiu a responsabilidade de toda polêmica ao presidente do Legislativo, o vereador Wilson Gomes.
Para ‘João do Saco’, o impedimento da fala da secretária não pode ser atribuído à bancada da oposição, ele salienta que os edis se comportaram muito bem. “Eu acho que a culpa foi da presidência, me parece até que o presidente estava sendo instruído para criar esse tumulto e fazer com que a secretária de saúde se retirasse”, disse em entrevista a rádio local.
De acordo com o vereador de oposição, os parlamentares tinham perguntas pertinentes à saúde. “O que nós iriamos perguntar era dentro da ética, dentro dos princípios morais, não iria bater na dignidade dela, sabemos que como pessoa ela é boa, que é uma cidadã de qualidade, mas que exerce um cargo espinhoso que é a secretaria de saúde” relatou.
Conforme João..

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Santo Estevão: Tumulto impede secretária de falar na Câmara

A secretária de saúde de Santo Estevão, a enfermeira Caroline Santiago, esteve na noite de ontem (21), na Câmara de Vereadores de Santo Estevão com o propósito de esclarecer problemas referentes à saúde do município. Alguns edis da bancada da oposição, que tanto exigiram a presença da titular da saúde no município na Casa da Cidadania, criaram tumulto em torno da palavra 'convidada' e 'convocada', e não permitiram que ela falasse.

Antes mesmo do início da sessão, Caroline conversou com a nossa reportagem e adiantou que já estava com a pauta definida, sendo que a Samu seria um dos assuntos abordados.

Com tanto barulho e ‘bate-boca’, a secretária e todos os presentes se retiraram da Câmara. Após a confusão, o presidente da casa, o vereador Wilson Gomes, popular ‘Nem de Bug’, encerrou a sessão.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Fluminense: Morre Segundo Peleteiro Rajó


Um dos mais ilustres e apaixonado torcedor do Fluminense, Segundo Peleteiro Rajó morreu na manhã de hoje, e deixa a torcida do Flu de Feira enlutada. Com mais de 50 anos dedicados ao Touro do Sertão, o Peleteiro continuará para sempre como uma pessoa querida no coração dos amantes do futebol de Feira.

terça-feira, 19 de maio de 2015

Cesárea é opção segura quando bebê está sentado, diz estudo do UOL

  • Getty Images
    A taxa de lesões para os bebês em posição invertida que nasceram de cesárea é menor
    A taxa de lesões para os bebês em posição invertida que nasceram de cesárea é menor

A cesárea é uma opção mais segura do que o parto normal quando o bebê está na posição invertida (sentado). É o que revela um estudo canadense com base em 52.671 partos, publicado no periódico "Obstetrics & Gynecology". Nele descobriu-se que, quando a criança está sentada, a probabilidade de lesões infantis é muito maior no parto normal do que na cesariana.
Além disso, o estudo mostrou que, nesses casos, o parto normal aumentou de 2,7%, em 2003, para 3,9%, em 2011, enquanto cerca de 88% dos bebês na posição nasceram de cesariana planejada. 
A taxa de lesões para os bebês em posição invertida que vieram ao mundo por cesariana foi de 2,79 vezes maior em comparação com um bebê que nasceu na posição cefálica, mas, se comparados os dados dos que nasceram de cesárea e de parto normal, as lesões no parto normal são em número 3,6 vezes maior.
De acordo com Janet Lyons, principal autora do estudo e professora-adjunta da Universidade de British Columbia, alguns bebês em posição invertida não devem mesmo nascer de parto normal. Entre os casos indicados para a cesárea, ela cita os bebês que não nascem a termo (entre a 39ª e a 41ª semana de gestação), os que estejam com os pés --e não as nádegas-- no canal do parto e os que apresentem anomalias como a hidrocefalia.
Janet afirma que há gestantes que querem dar à luz seus bebês por parto normal mesmo que eles estejam em posição invertida. "A função do prestador de serviços é decidir qual gestante está apta a dar à luz em um parto normal e garantir que ela possua todas as informações necessárias para tomar a melhor decisão", diz a pesquisadora .

EXAMES NA GRAVIDEZ

Orlando/UOL
Infográfico mostra exames que gestante deve fazer ao longo dos nove meses
Leia mais em:http://zip.net/bprh5l

Major comete suicídio durante formatura no 35º BI

Foto ReproduçãoNa manhã dessa terça-feira (19), por volta das 9 h 30, o Major Alexandro Ribeiro da Silva do Exército Brasileiro (EB), cometeu o suicídio. Ele deflagou um tiro na cabeça com sua própria arma de fogo.
 O fato aconteceu no interior do seu gabinete e, segundo informações, o oficial seria recém chegado na Unidade  Durante o ocorrido acontecia a realização de uma formatura no Batalhão Luiz Barbalho Bezerra  35º BI em Feira de Santana.Os motivos do suicídio ainda não foram divulgado.
Falando Nisso:
Há quatro anos foi fundada a primeira ONG que ajuda vítimas de abusos das Forças Armadas a brigar judicialmente. O Instituto Ser recebe duas novas denúncias por mês, número subestimado porque não há outras entidades voltadas para o assunto e o medo de represálias ainda impera. Nos Estados Unidos, por exemplo, a média é de 70 casos por dia só de violência sexual (leia o quadro à pág. 64). A pequena ONG foi ideia dos ex-sargentos Fernando Alcântara e Laci de Araújo, depois de travarem juntos uma guerra pelo direito de assumir seu relacionamento amoroso publicamente – algo inédito no País. Pela luta, o casal gay diz ter sofrido ameaças e homofobia dentro do quartel, agravando a depressão de Araújo. Ele foi preso, acusado de deserção do serviço militar, e processa o Exército por tortura na Corte Interamericana de Direitos Humanos. Alcântara também carrega sequelas: “Até hoje tenho pesadelos de que estou fardado, sendo perseguido”, diz. Por serem referências, eles passaram a receber histórias de abusos cometidos pela instituição.

Jornalista investigativo é encontrado decapitado em Minas Gerais

 Mais um jornalista investigativo foi encontrado morto em Minas Gerais. O corpo de Evany José Metzker, de 67 anos, foi localizado decapitado e já em avançado estado de decomposição nesta segunda-feira (18) em uma estrada na zona rural de Padre Paraíso, na Região do Vale do Jequitinhonha. O jornalista estava desaparecido desde a última quarta feira (13).
Até o momento, a polícia civil trabalha com duas linhas de investigação: queima de arquivo, devido aos levantamentos que ele vinha fazendo de uma organização criminosa; ou passional praticado por vingança, diante de um suposto envolvimento íntimo da vítima com uma pessoa da cidade. A possibilidade de latrocínio parece improvável, já que a carteira do jornalista, com documentos e cartão de crédito, um relógio e a aliança de ouro foram encontrados próximo ao corpo.
De acordo com a 26ª Cia independente da Polícia Militar, a corporação recebeu uma denúncia anônima por volta das 11h30 desta segunda-feira. Os militares foram até o local e encontraram o corpo seminu e com as mãos amarradas com uma corda. A cabeça de Evany foi encontrada em uma vala próxima, muito dilacerada. A perícia também foi acionada e constatou que o corpo já estava ali há cerca de cinco dias.

O repórter mantinha o site de notícias Coruja do Vale, onde denunciava uma série de crimes e irregularidades políticas em prefeituras de cidades da região. Atualmente, ele investigava uma quadrilha de prostituição de adolescentes que agia em Catuji. José Metzker era morador de Medina, também na Região do Vale do Jequitinhonha, e estava hospedado na cidade para fazer uma série de reportagens.

Carro é 'engolido' por cratera em bairro de Feira de Santana

Um carro foi "engolido" por uma cratera na noite de domingo (17) e só foi retirado do local por volta das 11h da manhã desta segunda-feira (18), no bairro Asa Branca, em Feira de Santana. A situação foi registrada após fortes chuvas na cidade e ninguém se feriu.

O morador Rivanildo Santos da Silva informou que estava no interior da residência com a esposa quando ouviu um barulho de aceleração de carro.

"Estava assistindo TV com minha esposa, quando ouvimos a aceleração de um carro alta. Quando cheguei no portão da minha casa, o carro já havia caído no buraco. Eu corri e bati no vidro. Ele [motorista] estava desmaiado no carro. Continuei batendo no vidro e ele acordou", relatou o morador.

Conforme Rivanildo da Silva, ele retirou o motorista do carro e ligou para a família dele para informar sobre o ocorrido. Segundo o morador, o local está em obras e o solo não ficou bem aterrado.

Por causa das chuvas ocorridas nos últimos dias, o terreno acabou cedendo, formando a cratera.

Fonte: G1 BA, com fotos de Rivanildo Silva.

PV sofre derrota em ação que pedia mandato


Na sessão de ontem, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) julgou improcedente a ação que o Partido Verde (PV) propôs contra a vereadora Ana Rita Tavares (PEN), para cassar seu mandato na Câmara Municipal de Salvador e colocar no seu lugar um dos verdes que, segundo o autor da ação, deveria ser chamado para ocupar a sua vaga na Casa Legislativa. O Tribunal entendeu, por unanimidade, que o PV não provou o que alegou para conseguir vê-la fora da Câmara. A alegação era a de que a vereadora premeditou a sua saída do PV para o PROS em 2013, com o objetivo de depois migrar para o PEN em 2015, visando obter vantagem ilícita com o que chamou de “triangulação”.
Mas, segundo a própria Ana Rita Tavares, essa tese não foi aceita pelo Procurador Regional Eleitoral, nem pelo desembargador Mário Alberto Hirs, relator do processo. O Ministério Público Federal entendeu que Ana Rita não praticou o ato de infidelidade partidária questionado pelo PV, uma vez que participou ativamente dos atos legislativos durante o tempo em que esteve no PROS, integrando comissões na Câmara, e concorrendo, inclusive, ao cargo de deputada federal nas eleições de 2014 por este partido. 

Alunos de escola da rede estadual assistem aulas com guarda-chuvas abertos

Alunos de escola da rede estadual assistem aulas com guarda-chuvas abertos
A precária infraestrutura da escola estadual Luiz Viana Filho no bairro Cidade Nova, em Feira de Santana, está causando um fato muito curioso. A escola, uma das mais antigas da rede estadual da cidade com cerca de 40 anos, tem problemas diversos nas paredes e principalmente no telhado. Com as fortes chuvas que atingiram a cidade de Feira de Santana nos últimos dias, os alunos, para assistirem as aulas, estão tendo que abrir seus guarda-chuvas dentro das salas.
A professora de Língua Inglesa, Celeste Freitas, estava na sala 18, onde os alunos realizavam trabalhos em grupos. Eles estavam com dificuldades para se livrarem do gotejamento que vinha do telhado. “Teve uma chuva forte e eu pedi aos meus alunos para abrirem os guardas chuvas e fazerem as provas. Para gente isso foi muito triste. Teve aluno que perdeu livros com a chuva, as provas molharam, as salas ficaram totalmente alagadas e tive que me juntar com outra professora na mesma sala, ela aplicava a prova de um lado e eu do outro”, relatou.
Outro problema enfrentado por professores e alunos é a falta de água, que de acordo com Celeste Freitas, já dura uma semana. “Estamos sem água para beber desde a semana passada na sala dos professores. Nos nossos banheiros a descarga não funciona. A água só voltou para os alunos. Então são muitos os problemas”, destacou.
A diretora da escola Luiz Viana Filho, professora Luciana Macário, que está no cargo há seis anos, diz que o problema é antigo e que até agora a Secretaria Estadual de Educação não deu uma solução, apesar de já ter conhecimento dos problemas.
“Desde 2009, quando assumimos a direção desse colégio, que temos entrado em contato com a rede física da Direc mostrando todos os problemas encontrados por nós, inclusive o problema da chuva, que é uma coisa muito séria. Quando a escola foi construída, não se preocuparam com a queda d’água. Então nós fazemos o retelhamento mais de uma vez por ano, pois a forma como fizeram o emparelhamento da madeira, quando chove as telhas correm”, afirmou.
De acordo com a diretora, vários técnicos já foram chamados para dar um parecer sobre a situação e apontar de que forma esses problemas poderiam ser resolvidos. Ela conta que todos os técnicos comprovaram que o problema é sério e que só o retelhamento não resolve.
“Já comunicamos o problema, um engenheiro ficou de comparecer a escola para fazer uma análise da situação e saber de que forma a Direc pode ajudar. O Luiz Viana é uma escola antiga e os problemas estruturais não foram resolvidos como deveria ter sido, então ultimamente a gente tem feito alguns paliativos. Quando a gente assumiu a escola em 2009, não tinha nem mesmo drenagem, foi a gente que fez. Então quando chovia, as salas do fundo alagavam. Não tinha condições de ter aula. Esse problema atual vai requerer uma verba maior, pois vai ter que tirar todas as telhas e ver se vai mexer na madeira”, afirmou.
Além disso, conforme a diretora Luciana Macário, pode ser necessário que o colégio passe por uma reforma geral, já que, segundo ela, a situação se agrava a cada dia que passa. “Antes o problema ocorria apenas na sala de aula e agora já chegou na parte administrativa. Já perdemos diversos equipamentos como computadores e nossa preocupação é que possa danificar a rede elétrica. Quero pedir paciência a comunidade escolar, pois isso vai ser um serviço que vai requerer tempo e só com uma avaliação do engenheiro é que a gente vai saber como vai ser feito”, destacou.
Ao ser informada da situação, a diretora do Núcleo Regional de Educação (NRE19), antiga Direc-02, professora Eliane Lopes mandou com urgência a equipe de manutenção para verificar o problema, mas ainda não se sabe como se dará a solução. 

21 ladrões David diz que Monsenhor Luiz Rodrigues chamou vereadores de ladrões


Monsenhor Luiz Rodrigues Oliveira

Monsenhor Luiz Rodrigues Oliveira

Ontem, o vereador David Neto (PTN) foi à tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana para tratar de um assunto que ele disse que preferia não comentar. Segundo Neto, na missa que acontece às quintas-feiras ao meio dia na Igreja Senhor dos Passos, a chamada “Missa da Misericórdia”, o monsenhor Luiz Rodrigues teria dito que a Câmara Municipal tinha “21 ladrões”. A vereadora Cíntia Machado (PSC), após ouvir o colega, chegou a sugerir que o Legislativo mova uma ação coletiva contra o Monsenhor. David Neto defendeu uma Moção de Repúdio. E o líder do governo José Carneiro (PSL) disse que essa posição do Monsenhor é isolada, infeliz e com certeza não tem a aprovação de Dom Itamar Vian. O mesmo foi contra as iniciativas propostas pelos vereadores. O presidente Ronny disse que já estava prevista uma visita ao arcebispo do Dom Itamar Vian e ele aproveitará para tratar sobre esse assunto.


 

"Se Pessoa falar, o Brasil vai tremer", diz Imbassahy

-AA+
  • Xando P. | Ag. A TARDE
    Deputado federal diz que CPI da Petrobras não acabará em pizza - Foto: Xando P. | Ag. A TARDE
    Deputado federal diz que CPI da Petrobras não acabará em pizza
Um dos principais protagonistas da Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras, o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB-BA), vice-presidente da CPI, vai ouvir nesta terça, 19, em Londres, o depoimento de um ex-executivo da empresa holandesa SBM Offshore, que alugava equipamentos para a Petrobras e confessou ter pago propina a agentes públicos brasileiros na estatal petrolífera e em outras áreas. Antes de viajar, ele deu entrevista exclusiva ao A TARDEpara falar dos trabalhos da CPI e dos próximos passos da Comissão, como o provável futuro depoimento de Ricardo Pessoa. Diz que a CPI não vai acabar em pizza até pela dimensão que ela assumiu com as descobertas da Operação Lava Jato, comandada pelo juiz federal Sérgio Moro.
Quais os principais objetivos dessa CPI da Petrobras? Muita gente acha que ela surgiu apenas para atrapalhar o trabalho do juiz Sérgio Moro, que apura a Operação Lava Jato.
São dois objetivos principais. A investigação propriamente dita para alcançar os culpados por tudo que aconteceu no "Petrolão" e também um processo de soerguer, levantar a Petrobras. E ao final realizar alguma modificação na legislação brasileira que permita reduzir a impunidade, aumentando controles do Sistema Financeiro Nacional.
Mas os parlamentares foram com a disposição de cortar na própria carne, já que tem deputados e senadores envolvidos?
Eu até brinco e digo que, quando me matriculei na CPI, já fui determinado a fazer um bom serviço. E conversei com o presidente da CPI, deputado Hugo Mota (PMDB-PB), que era determinante a gente fazer um trabalho sério, à altura da expectativa da população. Até porque seria uma CPI muito acompanhada pelos brasileiros, dado o grau de indignação por conta do nível de corrupção da Petrobras, do descontrole da economia, da sensação de impunidade e da Operação Lava Jato. Se houvesse qualquer  tipo de vacilo por parte dos dirigentes da CPI, isso seria extremamente negativo para a imagem da Câmara e dos membros da Comissão. Cheguei a dizer que se as pessoas perceberem que não é uma coisa séria, os membros da CPI serão hostilizados em restaurantes, avião de carreira, enfim, por onde andar.
Qual o nível de influência do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), um dos citados na Lava Jato, na CPI. A Comissão tem autonomia para responsabilizá-lo já que ele tem muita influência no Congresso?
Claro que no exercício da presidência da Câmara ele tem influência não apenas no funcionamento dessa Comissão e de tantas outras. Assim como líderes partidários tem influência por tudo que acontece na Casa Legislativa. Mas existe um distanciamento com relação à nossa autonomia e qualquer tipo de influência, de qualquer que seja, que possa interferir  para conduzir a CPI em uma direção errada. Registro que não tem havido qualquer tipo de problema nesse aspecto.
O senhor acha que a própria pressão da sociedade, já que a CPI está  sob holofotes, acaba impedindo isso?
Sim. Esse acompanhamento da população brasileira inibe qualquer ação. Até porque todo mundo sabe tudo. Qualquer coisa que se faça ali, será rapidamente percebido e a reação virá. E é bom que seja assim. Por isso que, desde o início, nossa posição é que todas as sessões fossem abertas, com a presença da imprensa. Me recordo que a primeira oitiva, do senhor Pedro Barusco, ele não queria que fosse aberta. Eu o convenci que era melhor para ele e para o Brasil que fosse com a imprensa assistindo.
Qual a importância desse depoimento que o senhor colherá em Londres, nessa terça, do empresário Jonathan Taylor, ex-diretor da SBM Offshore, empresa acusada de pagar propinas ao ex-gerente de Tecnologia da Petrobras Pedro Barusco?
A SBM é uma empresa que fornece equipamentos de sondas, navios de alto mar para a Petrobras fazer exploração e produção de petróleo. Ela tem nos seus registros uma ocorrência muito grave: passou o equivalente a US$ 139 milhões em propinas para técnicos da Petrobras e outros agentes públicos. Esse dirigente, Taylor, enviou mensagem para a CPI dizendo que gostaria de oferecer documentos de auditorias internas sobre o assunto que aconteceram na SBM. Seriam até documentos inéditos. Vamos fazer essa diligência, trazer esses documentos e revelar para a população brasileira tudo o que aconteceu.
Essa empresa está tentando devolver o dinheiro desviado dos contratos firmando um acordo de leniência...
Antes de viajar tive um contato com o ministro da Controladoria Geral da União, Valdir Simão. Depois com o chefe de recuperação de ativos e cooperação internacional do Ministério da Justiça, Ricardo Saad, e com o Itamaraty. Isso porque queremos fazer tudo de maneira consequente, séria, que não fique nenhum tipo de dúvida. Não se pode ter uma ação de parcialidade ou partidarismo em qualquer movimento da CPI. A SBM foi denunciada pelo Ministério Público da Holanda, que recebeu informação do MP da Suíça, que alcançou o Departamento de Justiça Americano. Veja como essa questão da Petrobras tem uma dimensão grande. A SBM já pagou uma multa de US$ 240 milhões e agora tenta fazer um acordo de leniência no Brasil. Existe dificuldade porque esse é um assunto polêmico e novo. O País nunca passou por uma situação dessas e tem dificuldades, às vezes, de entendimento entre os órgãos de fiscalização, mas eu acho que com o tempo, a maturação do processo vai se encontrar uma solução.
E em relação à convocação do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pela CPI, que alguns deputados tentar fazer?
Não conseguimos enxergar, e eu falo por vários membros da CPI, uma ligação entre o requerimento que foi apresentado pelo deputado Paulinho da Força, convocando dr. Janot e os objetivos da Comissão. De maneira que acho que esse assunto não vai prosperar.
O senhor destacaria algum ponto importante que a CPI já avançou em relação ao que o juiz Sérgio Moro descobriu?
Estive com o juiz Moro em Curitiba antes dessa reunião que tivemos semana passada quando ouvimos 14 presos da Lava Jato. Foi dito a ele que nosso propósito é convergente com o que ele estava fazendo. Na medida que a CPI revela os depoimentos dados à Justiça você vai respaldando politicamente, dando força política à Operação Lava Jato.
Mesmo com o episódio dos roedores que foram soltos no depoimento do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e da doleira cantando "Amada amante", que deu um caráter de circo, isso não empana a CPI?
Os roedores foram uma iniciativa isolada, que está sendo investigada. Não atrapalhou a sessão de Vaccari, que foi até eu que convoquei no exercício da presidência. Quanto à doleira Nelma Kodama, pelo que eu ouvi da Polícia Federal, é realmente uma criminosa de alta periculosidade no sentido de movimentar milhões de reais, lavar dinheiro não apenas nesse esquema que a gente está investigando, mas está envolvida no tráfico de entorpecentes. Ela protagonizou aquele episódio, mas foi repreendida pelo presidente da CPI que a colocou no lugar imediatamente.
Vocês vão convocar o empresário Ricardo Pessoa da UTC nos próximos dias?
Percebemos que aqueles que estão negociando delação premiada, por conta da legislação, não podem falar na CPI para não atrapalhar  o acordo. Já tem 16 pessoas que fecharam acordo. Pessoa, pelo que eu li, já chegou no termo da delação premiada. Estamos aguardando o termo ser deferido pelo STF, ele depor na Justiça. Nessa semana vamos começar a ouvir os empresários que já fizeram acordo e estão em prisão domiciliar.
O que os membros da CPI esperam da delação de Ricardo Pessoa?
Tudo o que ouvimos é que a relação dele é muito forte no meio político e governamental. Se isso se confirmar vai abalar a estrutura da República.
O senhor acha que ele falará o que sabe? Ele pode ser seletivo...
Quando o cidadão decide aceitar a delação premiada, já pensou e repensou. Já conversou com a alma, com a família, com o orientador espiritual. Se ele decidiu fazer aquilo, espere que ele vai falar tudo. Não tenho dúvida quanto a isso. Ou ele fala tudo que sabe e daí tem os direitos que a delação premiada lhe oferece, como redução das penas, ou se não falar tudo que sabe terá sua pena quadruplicada. É bom para o País que ele fale.
Ele seria o principal nome para desmontar o esquema na Petrobras?
Não. Acho que o principal foi ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. O próprio procurador Janot me disse que, quando Costa percebeu que integrantes da sua família poderiam ser presos, resolveu contar tudo. Agora, pelas ligações do empresário Ricardo Pessoa, se ele falar tudo, o Brasil vai tremer.


Quando a CPI termina?
O prazo é de 120 dias. Já temos 60. Mas ela pode ser prorrogada, o que deve ocorrer. Ela não vai dar em pizza até pela dimensão que alcançou.


segunda-feira, 18 de maio de 2015

Vereador diz que Zé Neto e Valmir Assunção não têm um 'prego batido’ na cidade

Durante sessão realizada na noite de quinta-feira (14), na Câmara Municipal de Santo Estevão, o vereador Narciso da Silva (PHS-foto), utilizou a tribuna para questionar a ausência dos deputados votados em Santo Estevão. Segundo ele, muitos parlamentares depois da eleição esquecem a população, nada fazem. Enfatizando sobre a quantidade de cisternas que foram liberadas para o Município, Narciso, que é líder do governo do prefeito Orlando Santiago (PSD), informou que foi uma indicação do deputado Rogério Andrade (PSD), mas no mesmo momento o vereador Edmundo Pereira (PDT), popular Edmundo Pracista, contestou, e disse que todas as cisternas foram adquiridas através do deputado federal Cacá Leão (PP) e do deputado estadual Zé Neto (PT). Segundo o líder do governo de Santiago, Neto e Valmir Assunção (PT) são dois deputados fantasmas em Santo Estevão, e não têm “um prego batido” na cidade.(Clécia Azevêdo) 

No dia da luta antmanicomial, psiquiatra destaca prioridades na saúde mental

O Movimento da Dia de  Luta Antimanicomial se caracteriza pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. Dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com sofrimento mental em nome de pretensos tratamentos. Em Feira de Santana, a psiquiatra Mabel Nascimento, que já atua na profissão há 50 anos, destaca que algumas tentativas foram feitas para melhorar a saúde mental, mas poucas melhoras foram obtidas.
Para Mabel, o 18 de maio deveria lutar para fortalecer os CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), fazer um ambulatório psiquiátrico de qualidade, dentre outras necessidades da saúde mental.

Na data que se comemora o dia de luta antimanicomial, a psiquiatra lamenta que em Feira de Santana a assistência na área de saúde mental ainda deixa muito a desejar. Mabel afirma que é favorável a desospitalização e a assistência às famílias dos pacientes.(Clécia Azevêdo)

sábado, 16 de maio de 2015

Campeonato Municipal. Emoção de ponta a ponta

Estamos chegando  no  final da primeira fase  do Campeonato d Futebol de Santo Estevão, o ,o interessante é que as emoções continuam . Na parte alta do campeonato, apenas uma equipe,até agora tem classificação garantida, que é o caso do Miravaca.
Na zona de queda, só uma  já  se encontra rebaixada, outras duas disputam bravamente, uem vai cair, que é o caso do SANTO ESTEVÃO e do VARGINHA.

O incrível avanço da medicina para salvar o início da vida

Cilene Pereira e Paula Rocha
Editor_640.jpg
A editora de saúde Cilene Pereira conta sobre a capa desta semana
No domingo, 10, dia das mães, a empresária paulistana Aline Scullion, 28 anos, grávida de 17 semanas, decidiu dar um presente diferente para sua mãe, Maria: um ultrassom das gêmeas Luna e Bella. No exame, ela descobriu que as bebês sofriam de síndrome de transfusão intergemelar, quando há a formação de comunicações vasculares anormais entre os fetos. A confirmação do diagnóstico veio na terça-feira, 12. No dia seguinte, Luna e Bella passaram por uma cirurgia intrauterina no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, na qual o laser foi usado para fechar os vasos sanguíneos que as ligavam. Cada uma agora tem sua rede de abastecimento sanguíneo. “Sem essa cirurgia, a saúde delas estaria em risco. Agora sigo tranqüila na gestação, sabendo que elas estão bem”, diz Aline.
Abre.jpg
Há alguns anos, em uma situação como a de Luna e Bella, o risco de morte de pelo menos um feto era de 95%. Nesta síndrome, um feto recebe parte do sangue do outro, o que resulta em acúmulo, e o outro acaba ficando com pouco sangue. Hoje, com o diagnóstico precoce e tratamento, essas crianças têm 85% de chance de sobreviver. Em casos de hérnia diafragmática fetal – órgãos abdominais como fígado, estômago e intestino desenvolvem-se na região torácica, pegando o lugar dos pulmões -, o feto tem 50% de possibilidade de sobreviver se tratado a tempo. Antes, sem opção, a chance de vida era menor do que 10%. Em situações graves, próxima do zero. Aqueles que nasciam prematuros (abaixo de 37 semanas) pesando menos de um quilo tinham 50% de chance de viver. Atualmente, quando assistidos do modo correto, 90% deles deixam o hospital, crescem, tornam-se adultos. Esses índices são alguns resultados do formidável avanço da medicina especializada em salvar aqueles que estão bem no começo da vida, ainda dentro do útero ou fora dele antes do tempo certo.
Por trás do salto entre o que era possível oferecer para o que se dispõe atualmente há uma combinação de fatores que inclui o maior conhecimento do desenvolvimento fetal e dos recém-nascidos, a sofisticação dos aparelhos de imagem e o treinamento preciso de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde envolvidos no atendimento. A primeira etapa na qual é possível enxergar a qualidade que isso resultou é a do diagnóstico. “A maior parte dos problemas significativos com o bebê é detectável na fase intrauterina”, afirma Javier Miguelez, assessor médico em medicina fetal do Gestar, do Fleury Medicina e Saúde, de São Paulo. “Com os exames, é possível dar tranquilidade aos pais com relação a malformações graves, como a anencefalia, e a cerca de 90% das cromossomopatias, como a Síndrome de Down”, explica.
01.jpg
No que se refere às enfermidades causadas por anomalias nos cromossomos (abrigam os genes), os destaques são os exames de sangue para detectar boa parte delas. “A vantagem é fazer a detecção precoce dessas síndromes sem realizar a punção na placenta, que oferece 1% de risco de aborto”, diz Miguelez. “É o melhor método de rastreamento e não coloca a gestação em risco”, diz Fábio Peralta, cirurgião ginecológico e que atua na área de medicina fetal do Hospital e Maternidade São Luiz e no Hospital do Coração (Hcor), em São Paulo.
Em relação às malformações, os grandes aliados são os exames de imagem. “O ultrassom evoluiu muito. As gestantes podem optar se desejam fazer o ultrassom morfológico em 3D ou 4D” diz Márcia da Costa, coordenadora da Maternidade São Luiz, de São Paulo. O ecocardiograma fetal, por sua vez, identifica malformações que afetam o coração

Maio, Mês de Maria Mãe de Deus

Estamos vivendo o mês de Maria.
Todos os católicos, para para homenagear a Mãe de Jesus.
Em Santo Estevão.Ba, toda as noite a Igreja está lotada
É uma noite mais bonita que outra
E você também faz homenagem a Maria?
Você faz homenagem a sua Maria?
O Jovem que faz TLC tem um amor todo especial e a considera como sua Mãe.

PASTOR DO DF CRIA 'ZAP DA ORAÇÃO' E RECEBE 700 CONTATOS EM DOIS MESES

Desde que começou a receber pedidos de oração por meio de um aplicativo de mensagens pelo celular ha dois meses, o pastor do Distrito Federal Daniel Elias Fernandes, de 55 anos, acumulou mais de 700 contatos. O serviço, gratuito, é oferecido por meio de panfletos e faixas espalhadas pelo DF que dizem: "Pare de sofrer! Peça ajuda pelo 'zap da oração", com o número do celular pessoal do pastor logo abaixo. Segundo o clérigo, muitas pessoas que o procuram ficam acanhadas ou suspeitam da boa-fé do que é oferecido, mas ainda assim se sentem inclinadas a buscar ajuda. "A gente percebeu que a ferramenta do 'zap' é poderosíssima, e que muitas pessoas acabam recorrendo a ela porque ficam envergonhadas de procurar um sacerdote, um líder religioso para dizer que estão passando por problemas", diz. Desde fevereiro, Fernandes diz já ter pedido intercessão divina a maridos traídos, homens e mulheres doentes, mães com filhos envolvidos com drogas e pessoas de todas as idades em crises existenciais. O sacerdote afirma, no entanto, que a maioria dos que pedem preces estão em busca de felicidade no amor. "Muitas pessoas estão no último grau do sofrimento e pensando até mesmo que morrer é melhor do que viver, por conta de um amor não correspondido. Mais pessoas buscam dar cabo da vida por conta da área sentimental frustrada do que, por exemplo, um diagnóstico de médico que a medicina não dá esperança", diz. "Uma pessoa diagnosticada com câncer, na hora do diagnóstico, tem o baque, mas daqui a pouco essa pessoa vai até o fim do mundo para lutar pela vida. Ela quer viver, e para isso gasta o que tem e o que não tem. É o contrário da pessoa infeliz no amor", diz."As escrituras sagradas dizem que não é bom que uma pessoa esteja só. Nós existimos para interagir, para compartilhar a vida, estar com alguém. Muitas pessoas estão vivendo essa frustração, até mesmo gente que tem alguém, mas é como se não tivesse."
Em casos extremos, o pastor diz que se vê obrigado a interceder para evitar tragédias. Fernandes lembra do caso de um homem que estava atormentado após descobrir ter sido traído. "Ele me falou: 'Minha mulher confessou que me traiu e estou para fazer uma besteira", afirma.
"A pessoa vê nisso [no pedido de oração] a possibilidade de não fazer. Nesses casos, falo para a pessoa colocar os pés no chão e a cabeça nos céus. Falo que não é a primeira pessoa que passa por isso e não vai ser a última na vida e que, apesar dos pesares, a vida continua. O perdão só é nobre porque ele tem que ser direcionado para quem não merece."
Preces
Os nomes de todas as pessoas que pedem orações pelo 'zap' são armazenados no telefone do pastor com siglas, para não serem confundidos com os contatos pessoais dele. Durante as preces, que são realizadas em vários momentos do dia e durante a madrugada, o clérigo não chega a citar nominalmente as pessoas que o procuram, mas diz orar por todas elas.
"As orações acontecem no meu dia a dia. Tenho minhas orações pessoais e tem o pessoal que ajuda, o grupo "Guerreiros da Oração", diz. "Também tenho a oração da madrugada, que acontece às 3h. Não menciono nome por nome, mas menciono a Deus as pessoas que têm entrado em contato com os problemas mais variados."
Para o pastor, mais do que buscar na esfera espiritual apoio para os problemas terrenos, as pessoas estão em busca de uma "âncora" na vida. "De repente a pessoa se vê em uma situação, quer seja da área sentimental ou familiar, ou o que for, e o barco da vida está sendo sacudido pelas ondas dos problemas, e a pessoa não tem uma âncora e entra em desespero, em angústia", diz.
"Um pai me mandou a foto da filha, uma menininha, entubada no hospital, e disse, desesperado: 'Olha a situação que está a minha filha, preciso de ajuda", diz. (G1)

COMISSÃO APROVA PROJETO DO DEPUTADO JOSÉ ROCHA


 

Deputado José Rocha e o treinador Mancini durante votação na Comissão de Trabalho
Deputado José Rocha e o treinador Mancini durante votação na Comissão de Trabalho
A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara, aprovou o Projeto de Lei 7560/14, autoria do deputado José Rocha(PR), que instituiu novas regras para a profissão de treinador de futebol e auxiliar técnico preparador de goleiros, na quarta(13). O texto aprovado permite que ex-atletas que atuaram por três anos consecutivos ou cinco alternados possam exercer a função de treinador ou auxiliar técnico, mediante curso de formação reconhecido pelo sindicato da categoria. A legislação atual só permite que sejam treinadores de futebol os portadores de diploma de educação física ou aqueles que exerciam a profissão seis meses antes, no mínimo, da sanção da Lei 86650/1993, em abril de 1993. O deputado José Rocha participou de reuniões e conversou com diversos membros da comissão para explicar as mudanças e vencer resistências de alguns parlamentares. “Foi um passo importante”, afirmou. O projeto segue para análise da Comissão do Esporte e depois para Comissão de Constituição e Justiça.