quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Menos de um mês para encerrar inscrições do Concurso Internacional de Redação de Cartas

Diminuir letra


Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra 
e

Falta menos de um mês para o término das inscrições para o 45º Concurso Internacional de Redação de Cartas, que vão até o dia 17 de março. O tema para este ano é "Escreva uma carta a você mesmo aos 45 anos". Podem participar estudantes de até 15 anos de idade da rede pública e privada de ensino.
Realizado no Brasil pelos Correios, o concurso é promovido em todo o mundo pela União Postal Universal — entidade que congrega os operadores postais de 191 países — com o objetivo de melhorar a alfabetização através da arte epistolar e incentivar crianças e adolescentes a expressarem a criatividade e aprimorarem seus conhecimentos linguísticos.
As redações devem ser redigidas de próprio punho, com caneta esferográfica preta ou azul e escritas em língua portuguesa, contendo no máximo 900 palavras em formato de carta. Para participar, o estudante deverá passar por uma seleção em sua escola, na qual será escolhida a carta que irá representá-la. Cada escola pode inscrever no máximo duas redações.
Serão realizadas duas fases: estadual e nacional. Na estadual, o autor da melhor redação ganhará R$ 1.000. Já na fase nacional, o vencedor ganhará R$ 5.000 e um troféu, e sua redação representará o Brasil na etapa internacional, a ser realizada pela União Postal Universal. As escolas também recebem prêmios: R$ 2.000 na fase estadual e R$ 10.000 na nacional.
O regulamento completo do concurso está disponível no site dos Correios, no link:http://www.correios.com.br/sobre-correios/sustentabilidade/vertente-social/concurso-internacional-de-redacao-de-cartas
 

chamado de "bicha louca", vereador deve receber indenização de R$ 8 mil


 

  
 

  A JUSTIÇA CONDENOU o servidor público e líder comunitário Sérgio Alliend a indenizar em R$ 8 mil, por danos morais, o vereador Fábio Saad (PTC), de Várzea Grande (MT)que foi chamado pelo réu de "bicha louca" numa rede social. A decisão é do juiz Luis Otávio Pereira Marques, da Terceira Vara Cível de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A reportagem não conseguiu localizar o advogado de Alliend para saber se ele vai recorrer da decisão.
O caso aconteceu em 2014. O parlamentar foi xingado pelo líder comunitário, que é marido da vereadora Miram Pinheiro (PHS) depois de uma discussão na Câmara de Vereadores sobre um projeto de lei que tratava da alteração do nome de uma escola pública municipal no bairro São Mateus. O servidor também escreveu que Saad possivelmente estaria extorquindo o prefeito anterior de Várzea Grande. Depois do incidente, o vereador acionou o casal na Justiça para pedir indenização por danos morais. (Do G1).


Na Sombra do Poder: a voz das putas na Câmara e o discurso antológico de Célia

 
 
Que a vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento, costuma dar declarações desconexas e sem nenhuma vinculação com a realidade, todo mundo sabe. Porém, em entrevista exclusiva à repórter Cintia Kelly, durante inauguração de escola na Nova Constituinte, Célia bateu todos os seus recordes pessoais, que eram julgados como ‘inalcançáveis’ por muitos. A repórter perguntou: - A senhora falou em seu discurso que ouviu coisa muito grave, que te deixou muito preocupada sobre a educação. Foi o quê?
A falta de qualquer sentido lógico na resposta da vice-prefeita foi assustadora:
- Aaaaahhh... a felicidade! Eu fico muito, eu acho muito grave a felicidade de ver que nós estamos procurando um projeto pedagógico, né? É muito grave isso porque vai revolucionar. Então eu tô emocionada! Tô emocionada!
Em vão, Cíntia Kelly ainda tentou resgatar Célia ao mundo real: - Não. Não foi isso que a senhora falou. A senhora disse que achou muito grave...
E Célinha interrompeu a repórter para arrematar com dignidade agradecendo ao criador:
- É isso! É essa gravidade! Eu tô preocupada porque inauguramos uma nova era. Um projeto pedagógico. Isso é muito bom. Graças a Deus, Valeu!
Se está duvidando, achando que se trata de exagero, ouça a íntegra da entrevista:
 
 
Revolta das Putas 2
 
 
O vereador Claudio Tinoco (DEM) está ganhando o título de Claudinho Dorotéia, em referência a uma personagem da obra de Jorge Amado. Dorotéria, de Gabriela, queria fechar o Bataclan a todo custo pela “moral e os bons costumes”. A cruzada continua.
 
“A voz das putas”
 
Pongando na polêmica do fechamento das casas de entretenimento adulto em Salvador, provocado pelo vereador Cláudio Tinoco (DEM), uma das donas de um desses estabelecimentos confidenciou ao Bocão News a intenção de se candidatar a uma cadeira na Câmara Municipal de Salvador. Ela alegou, em entrevista ao site, que pretende disseminar o que chama de ‘filosofia de vida’ e revelou que pretende ser “a voz das putas” no Legislativo soteropolitano.
 
Cotado
 
 
Na reforma administrativa que será realizada pelo prefeito ACM Neto na estrutura da gestão de Salvador ganhou força o nome do deputado federal Paulo Azi (DEM) para assumir uma das secretarias. Tem integrante da base do gestor que já coloca como certo que o parlamentar seja o titular de uma das pastas municipais. No entanto, em contato com o Bocão News, Azi tratou de dizer que nunca foi procurado pelo prefeito para falar sobre o assunto.  


Pinheiro deve deixar o PT

  
 

O senador Walter Pinheiro (PT-foto) está em vias de deixar o PT, partido onde se encontra há quase 30 anos. Publicamente, o congressista não confirma e evita falar sobre o assunto. No entanto, o senador Otto Alencar (PSD), com quem o petista teria conversado na última semana, confirmou a insatisfação de Pinheiro com a legenda. “A gente conversa muito. Agora, ele tem falado que está sem clima para continuar no PT”, afirmou.
Alencar negou, entretanto, que tivesse colocado o PSD como opção para o colega senador, mas frisou que não há empecilhos para uma eventual decisão do parlamentar pela sigla social-democrata. “A gente conversa bastante, mas fiz convite. Se ele quiser vir, será muito bem-vindo”, avisou o pessedista. (Aparecido Silva)

Estuprador de Barreiras é executado com a companheira em Barra, na Bahia

Mudar o tamanho da letra: Aumentar letra Diminuir letra
Estuprador de Barreiras é executado com a companheira em Barra, na Bahia
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Acorda Cidade
Jaelson Pereira dos Santos, conhecido como Gaivota, foi morto a tiros junto com a companheira, Marlene de Alencar Bessa, 36 anos, na noite desta terça-feira (23) no município de Barra, no Vale do São Francisco. A polícia estava a procura de Jaelson desde o final de semana depois de ter invadido casas, roubado e estuprado duas mulheres na zona rural de Barreiras.
Segundo o delegado de Barra, Mirosvaldo Santos Menezes, Jaelson estava morando na casa de Marlene havia cerca de três meses. As polícias Civil e Militar do município chegaram a receber denúncias de que ele estava na cidade, mas não conseguiram localizar.
"A gente sabia que ele estava aqui. Ontem fiz uma diligência junto com a PM na casa de um traficante conhecido como Diego. Recebemos a informação de que ele estava nessa casa, mas chegamos lá e não encontramos nada", diz o delegado.
Jaelson na verdade estava escondido na casa da companheira em um povoado conhecido como Igarité, que fica distante, aproximadamente, 80 quilômetros de Barra. As poucas testemunhas que conversaram com a polícia disseram que havia um carro rondando a casa do suspeito provocando tensão na região. "Nessas horas ninguém viu ou ouviu nada. Ficam com medo de falar", comentou Mirosvaldo.
Por volta das 18h30, Jaelson e Marlene foram encontrados mortos a cerca de 50 metros da casa onde moravam. "Eles estavam se sentido ameaçados e tentaram sair de casa. Quando a equipe chegou lá o carro, um Celta prata, estava com as portas abertas e os corpos do lado de fora", explicou o delegado. Ainda de acordo com a polícia, o casal foi morto com muitos tiros. "Marlene apresentava muitas perfurações no rosto. Mas só a perícia para dizer quando tiros foram disparados".
Execução
Jaelson já tinha várias passagens pela polícia por invasão de casas e roubos seguidos de estupro. A polícia acredita que o suspeito estava envolvido com algum roubo grande. A casa do casal também estava revirada.
"Acredito que não foi uma simples execução. Pelo modo como aconteceu o fato, aparentava haver interesse de quem os matou. Na casa dele tem muitos aparelhos eletroeletrônicos. Entraram na casa e reviraram tudo. Não ficou nem os documentos, nada que identificasse o casal", contou o delegado Mirosvaldo.
Segundo o titular de Barra, familiares da mulher que moram na cidade estiveram na delegacia e reconheceram ela. "A gente não tem nada dele, não tem nem como qualificar". O fato já foi informado à delegacia de Barreiras, onde ele também é procurado.
"Quem mata só por vingança, mata e se esconde para não ser apanhado pela polícia. Mas esses não. Eles entraram na casa logo depois do crime. Acredito que ele tenha feito algo que rendeu dinheiro e alguém foi lá a procura", completou o investigador. Os suspeitos da morte do casal ainda não foram identificados.
Fonte: Correio

Aluno gay é espancado a pauladas por cinco jovens em frente a escola em SP


 


"Desde o primeiro dia de aula, eu sabia que ia apanhar. Fui xingado e ofendido. No dia que apanhei, estava com o coração apertado. Quando vi, já levei uma, duas pauladas. Depois, socos, chutes e eu apaguei. E tudo isso por ser homossexual." O autor da frase é um jovem de 18 anos, estudante no segundo ano do ensino médio na escola estadual Lourdes Maria de Camargo, em São José dos Campos, e a descrição se refere ao ataque sofrido por ele, por volta das 23h de segunda-feira (22), na saída das aulas.
Na ocasião, um colega de classe dele, de 16 anos, comandou a pancadaria. Outros quatro adolescentes, todos menores, participaram da agressão. Apesar de identificados, eles foram liberados pela Polícia Civil após prestarem depoimento.
Segundo relato da vítima, ele já havia denunciado o caso para a direção da escola anteriormente. "Desde o primeiro dia de aula, ele me xinga. Nunca teve motivo. É uma coisa inexplicável", disse. "Ele disse claramente que ia me matar, que ia me pagar na saída, que ia acabar comigo", contou.
Como ameaças se intensificaram, no dia da agressão ele havia sido mudado de classe. "A direção achou melhor e me disse para ficar tranquilo que nada ocorreria. Mas, na saída, depois da aula, eu estava conversando com uma amiga na porta da escola quando ele veio com o pau. Não deu tempo de dizer nada", contou.
Durante o espancamento, a vítima afirma ter ouvido os agressores gritarem frases homofóbicas. Depois do primeiro golpe, ele afirma ainda ter visto outros quatro jovens se aproximando, também armados com pedaços de madeira. "Eu tentei correr pra dentro da escola, mas não deu tempo. Senti outras pauladas e apaguei. Só acordei dentro do carro, quando estava sendo socorrido", disse.
Ele teve ferimentos em várias partes do corpo, em especial na cabeça e abdômen. Abandonado na rua, foi socorrido por populares e levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Campo dos Alemães. Ele foi medicado, recebeu sete pontos na cabeça e foi liberado.

Sem precedentes

O jovem agredido conta que foi a primeira vez que ele foi vítima de agressão por ser homossexual. "Também nunca fui ofendido por esse motivo. Algumas vezes houve uma ou outra brincadeira, mas nada parecido com isso", conta.
Ele fala ainda que não vai às aulas desde segunda-feira e que pretende mudar de escola. "Primeiro, preciso me restabelecer emocionalmente. Estou muito ferido. Depois, irei pensar em voltar a estudar. Mas não quero ir para aquela escola", contou.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Atriz feirense apresentará histórias musicadas no Rio de Janeiro


 

neide
Apaixonada pelas ‘viagens’ proporcionadas pelo mundo da Literatura Infantil, a atriz feirense Neide kocca, que já trabalha com contação de história há vinte anos, estará se apresentando no Rio de Janeiro no próximo dia 6 de março. Kocca, trabalha na Companhia de Teatro do Centro Universitário de Cultura e Artes (CuCa) há 17 anos, mas […

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Uma grande peregrinação

Uma grande peregrinação  está ocorrendo em todo Brasil. Candidatos andam em todos os município s e em cada casa  deixam as suas mensagens
Todos afirmam resolver todos os  problemas, todos querem resolver. O problema é  como resolver.
Receber  a  todos é um dever, para que assim  possamos avaliar aquele quem melhorondições  condições de resolver as nossas dificuldades.
A peregrinação continua;;;;

Bandidos continuam tocando terror em Santo Estevão



Créditos: Reprodução

A Delegacia Territorial de Santo Estevão registrou nas últimas 24 horas uma série de assaltos praticados em vários pontos da cidade desde a última segunda-feira (22).

De acordo com o boletim de ocorrência uma mulher transitava nas proximidades do posto Brasil, quando foi surpreendida por dois indivíduos em uma motocicleta de dados ignorados, os assaltantes abordaram a vítima, o carona de posse de um revólver anunciou o assalto e roubou os pertences da mesma.

Uma adolescente estava transitando pela Avenida Getúlio Vargas, quando foi abordada por dois homens em uma motoneta preta, o carona lhe apontou uma arma e anunciou o assalto, roubando a bolsa da vítima contendo documentos pessoais e aparelho celular.


Uma mulher estava saindo do seu trabalho quando surgiu dois indivíduos em uma motoneta preta, que abordou a vítima, o carona de posse de uma pistola anunciou o assalto e roubou da vítima a bolsa contendo telefone celular e documentos pessoais o fato ocorreu no fundo do hospital.

Veja a audácia dos bandidos, um homem informou a Polícia que estava em sua residência, quando alguém bateu na porta, ele abriu e um indivíduo aparentemente armado invadiu a casa do mesmo lhe fazendo de refém, foi ao seu quarto e roubou uma quantia em dinheiro, fugindo na sequência o fato ocorreu no Ferro de engomar.

Na Avenida Juscelino Kubistchek, um cidadão foi assalto em frente a uma igreja, dois indivíduos em uma bicicleta, um deles armado, anunciou a assalto e roubou seu aparelho celular.





trombone news

Satélite: secretária considerada 'arquivo-vivo' é presa e causa pânico entre políticos do PT

Jairo Costa Júnior
Atualizado em 23/02/2016 07:22:06
  
Muito mais que o cerco da Lava Jato ao marqueteiro João Santana, foi a prisão de uma mulher em Salvador o motivo maior de pânico entre políticos do PT baiano. Desconhecida na cúpula do partido, a secretária executiva Maria Lúcia Guimarães Tavares é considerada um dos principais arquivos-vivos sobre distribuição de dinheiro de empreiteiras para campanhas de 2008 a 2012. Relação que inclui disputas encabeçadas por petistas no estado. Ontem pela manhã, ela foi detida sem alarde pela Polícia Federal em seu apartamento, na Rua das Acácias, Pituba, e rapidamente levada para o Paraná, sede da operação, onde era aguarda com ansiedade pelos investigadores. Delegados federais e procuradores da República dizem ter provas de que cabia a ela organizar, para operadores e intermediários de propinas, todas as transações em planilha, cujas somas e destinatários estão ocultados por códigos. Ainda, espera a força-tarefa da Lava Jato. No alto escalão do Palácio de Ondina, a prisão da personagem avermelhou o sinal de alerta.
Procura-se um ex-prefeito
Em local incerto e não sabido, o ex-prefeito de Salvador João Henrique (PR)  é procurado pelo Ministério Público Especial junto ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) para assinar um “AR”, sigla para “Aviso de Recebimento”. Em síntese, trata-se de uma notificação para que ele conteste - se possível - mais uma denúncia envolvendo liberalidades no manuseio de dinheiro público, caso sob apuração do TCM. É bronca, e daquelas, garante fontes da Corte. O problema é que, até agora, ninguém consegue descobrir onde o ex-prefeito está abrigado atualmente. Os Correios não o encontram nos endereços conhecidos.
Aposta nova no páreo
Empresário com bom trânsito entre comerciantes e trabalhadores do setor em Itabuna, Carlos Lee (PSB) lançou sua pré-candidatura a prefeito com estampa de azarão, mas começa a preocupar concorrentes no páreo. Em evento recente, juntou os pesos-pesados do partido - a senadora Lídice da Mata  e o deputado federal Bebeto Galvão -  e lotou um auditório com 400 pessoas para anunciar sua entrada na corrida . O barulho da festa socialista surpreendeu três potenciais adversários na disputa: o ex-prefeito Geraldo Simões (PT) e os deputados Davidson Magalhães (PCdoB) e Augusto Castro (PSDB).

Três mulheres são presas no Pelourinho por tráfico de drogas


Três mulheres foram presas na noite desse sábado (20) no Pelourinho após uma denúncia anônima que apontava o envolvimento do trio no tráfico de drogas na região. A informação, segundo a polícia, apontava para a chegada de entorpecentes na casa de número 24, na Rua 3 de Maio.
Os agentes do 18º Batalhão de Polícia Militar se deslocaram para o local e realizaram um cerco ao redor da residência, acompanhados do pelotão de motociclistas da unidade e da equipe da SOL, encontrando 60 pedras médias de crack, quatro pacotes de fragmentos de crack, R$ 200,00 em espécie e quatro celulares.
Os objetos foram apreendidos e levados à Central de Flagrantes, bem como as autoras do delito que foram identificadas como Camila Silva Santos, 22 anos; Tárcia Bruna Santos de Jesus, 22 anos; e Fernanda Gomes Rodrigues, 37 anos. 

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Novo diretor do Detran está na lista de condutores ameaçados de perder a carteira

 

 

Casa de ferreiroNomeado anteontem para a direção-geral do Detran, Lúcio Gomes está na lista de condutores baianos ameaçados de ter o direito de dirigir suspenso. No banco de dados do órgão, há pelo menos cinco processos administrativos contra ele, quase todos por infrações de trânsito que excederam o limite anual de pontos na carteira de habilitação.
Três processos foram abertos entre 10 de novembro e 30 de dezembro de 2015, quando ele já comandava a Diretoria Administrativa e Financeira do Detran. Os outros dois datam deste ano.

Polícia resgata 18 crianças retidas por seita na África do Sul

 


Agência Brasil - A polícia da África do Sul libertou 18 crianças retidas na sede da Igreja da Família Mancoba, uma seita que se declara contra todo o tipo de civilização e proíbe os seguidores de estudar ou trabalhar, informaram meios de comunicação da região.
As autoridades entraram à força no recinto, localizado em Nyanga, na província sul-africana de Cabo Oriental, depois do fracasso de duas horas de negociações com os líderes da seita.
"As crianças viviam na igreja. Não iam à escola e algumas não tinham certidões de nascimento. Acreditamos que elas não podiam sair", declarou o porta-voz da polícia de Cabo Oriental, Mzukisi Fatyela.
Após meses de investigação, a polícia obteve um mandado judicial para retirar as crianças, com idades entre 3 e 13 anos. Elas tinham sido escondidas num compartimento do recinto. A polícia não informou sobre detenção entre os membros da seita, em cujas instalações vivem mais de 200 adultos.
 


 

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Novo campus da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ficará perto de Santo Estevão


Feira de Santana já tem um local para a implantação do campus permanente da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB). A definição aconteceu na segunda reunião do chamamento público para doação de terreno, realizada na última segunda-feira (15).

Universidade à apenas 20 minutos de Santo Estevão:

Em entrevista ao programa Transnotícias, apresentado pelo jornalista Dilton Coutinho, o advogado Carlos Moura Pinho informou que o terreno fica na bifurcação da BA-052, Estrada do Feijão, com a BR 116, Sul. A propriedade pertence ao empresário Hildebrando da Silva Pinho.
Segundo Moura Pinho, a comissão julgou que a propriedade vencedora oferece os aspectos de infraestrutura que o campus necessita como vias de ligação, de eletricidade e fibra ótica, além de critérios exigidos no edital.
Atualmente o campus da UFRB funciona em um prédio provisório no bairro Sim. A outra propriedade que participou do chamamento está localizada no distrito de Jaíba e pertence ao empresário Angelo Calmon de Sá Jr.
Com a rodovia duplicada, o estudante santoestevense poderá desfrutar do ensino oferecido pela instituição federal. A universidade próximo à rodovia deverá trazer boas e novas possibilidades para o desenvolvimento de Santo Estevão e região






CORREIO DA CIDADE

Parabéns Professor Moacir do Amor Divino


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Jovens invadem mineradora em busca de ouro e morrem em tubulação em MG




  • CREA-MG
    Terreno da mineradora Kinross, em Paracatu, no noroeste de MG
    Terreno da mineradora Kinross, em Paracatu, no noroeste de MG
Dois jovens de 22 e 25 anos morreram ao tentar invadir a área da mineradora Kinross em Paracatu (a 502 km de Belo Horizonte), no noroeste de Minas Gerais. Os dois tentavam passar por dentro da tubulação que escoa os resíduos industriais para as barragens.
Segundo a Polícia Militar, Ezequiel Ferreira Lopes dos Reis e Rafael Coimbra Oliveira estavam com outros 13 garimpeiros clandestinos e teriam invadido o local em busca de ouro.
Eles retiraram a placa de aço que bloqueava o acesso à caixa de contenção de aproximadamente 3 m de altura e que tinha 2 m x 2 m de diâmetro com o auxílio de um macaco hidráulico. Eles invadiram o local para colocar carpetes para garimpo.
Um dos envolvidos disse à PM que, quando entraram na tubulação, "desceu uma água contendo um gás muito forte e todos começaram a passar mal". Os dois jovens não teriam suportado o cheiro e desmaiado. Os demais não conseguiram resgatá-los a tempo.
Nenhum dos 13 envolvidos foi preso. Mas, segundo a PM, todos podem responder por tentativa de furto. Dois carpetes de garimpo foram apreendidos.

Controle de rejeitos

A caixa por onde os jovens e os demais envolvidos tentaram invadir a mineradora recebe o nome de "cano preto". É por meio dela que é feito o controle de todo o fluxo de rejeito escoado pela tubulação. 
O Corpo de Bombeiros da cidade vizinha de Unaí (a 100 km de Paracatu) tentou socorrer os dois jovens, mas eles foram encontrados sem vida, após quase duas horas de trabalho. Os corpos estavam dentro da tubulação e soterrados pela lama de rejeito.
A Kinross respondeu em nota que lamenta a morte dos dois jovens e que os funcionários responsáveis pela vigilância, além da brigada médica, facilitaram o trabalho dos policiais e o resgate. Segundo a empresa, nenhuma liberação de gás acima dos limites estabelecidos foi registrada.
A Polícia Civil vai abrir inquérito para investigar o que aconteceu.
Leia mais em: http://zip.net/bdsVk4

PF indicia 43 da seita evangélica Jesus, a Verdade que Marca

  • Polícia Federal/ Reprodução/Facebook
    Policial federal durante operação De Volta para Canaã, que apreendeu carros e bens de pessoas ligadas à seita Comunidade Evangélica Jesus, a Verdade que Marca
    Policial federal durante operação De Volta para Canaã, que apreendeu carros e bens de pessoas ligadas à seita Comunidade Evangélica Jesus, a Verdade que Marca
Após investigação que durou quase cinco anos, a Polícia Federal de Varginha, em Minas Gerais, indiciou 43 pessoas ligadas à seita Comunidade Evangélica Jesus, a Verdade que Marca. O grupo agia no sul de Minas Gerais e, entre outros crimes, responde a denúncias de fraude, lavagem de dinheiro e trabalho escravo.
Seis dos envolvidos foram presos em agosto do ano passado durante a operação De Volta para Canaã. Contas bancárias do grupo e bens avaliados em R$ 100 milhões foram bloqueados. Alguns dos citados são líderes da seita, outros teriam sido usados como "laranjas" e há pessoas que foram acusadas por terem se beneficiado no esquema.
O delegado João Carlos Girotto diz que a cúpula do grupo responderá por todos os crimes e os demais, de acordo com a participação individual. Foram apreendidos pela polícia mais de cem carros além de confiscarem 15 imóveis.
Os bens também serão usados para pagar direitos trabalhistas de fiéis que atuavam em fazendas sem registro em carteira e em condições de trabalho escravo. Segundo a investigação, essas pessoas eram recrutadas em uma igreja na capital paulista e convencidas a ir morar e trabalhar em fazendas em Minas, doando tudo o que tinham para a seita.

Trâmite

O inquérito foi encaminhado pela Polícia Federal nesta semana ao Ministério Público Federal de Belo Horizonte, que decidirá sobre a denúncia a ser enviada à Justiça. Os líderes chegaram a ficar presos, mas hoje aguardam em liberdade.
Os advogados de defesa negam a culpa de seus clientes. Alegam ainda que não foram notificados sobre o inquérito e, por isso, não vão comentar as denúncias.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Estudante do interior de SP é indiciado por xingar a PM no Facebook

 

 

 

  • Divulgação/Polícia Militar
    Diálogo no Facebook em que o internauta xingou a Policial Militar de "bando de lazarento" Diálogo no Facebook em que o internauta xingou a Policial Militar de "bando de lazarento"
Um estudante de 19 anos foi indiciado por desacato, injúria e difamação neste fim de semana depois de fazer comentários considerados ofensivos à Polícia Militar de Sarapuí (a 151 quilômetros de São Paulo).
O jovem chamou os policiais de "caipora" e "bando de lazarento" nos comentários de um vídeo postado por um amigo dele, após uma confusão entre PMs e foliões durante o carnaval da cidade. Os PMs teriam usado bombas de gás lacrimogênio contra os foliões.
O post com o vídeo já foi deletado da rede social, mas o estudante foi intimado a prestar depoimento na última sexta-feira (12). Procurado pela reportagem, ele preferiu não se pronunciar. O amigo do estudante que postou o vídeo falou com a reportagem.
"Eu só postei o vídeo porque fiquei indignado com a ação da polícia. Nós estávamos dançando, numa boa, quando eles chegaram e, de repente, começaram a pedir pra todo mundo ir embora. Como ninguém foi, eles começaram a jogar gás lacrimogêneo. Mas ninguém foi porque ninguém esperava essa reação deles. Pelo que eu percebi, foram eles que começaram o tumulto. Eu respeito a polícia, sou amigo de policiais, só fiquei indignado com o que aconteceu", disse o amigo, que pediu para não ser identificado.
Ainda segundo ele, o vídeo foi deletado para evitar mais confusão. "Infelizmente meu amigo fez esse comentário e por conta do problema que ele teve, eu decidi deletar o post do vídeo, para evitar mais confusão", lamentou.
Já o sargento da PM de Sarapuí, Paulo Henrique Soares, disse que os policiais só se deslocaram ao local porque foram chamados para conter um tumulto que já estava em andamento e que por causa disso acabou sendo preciso usar as bombas de gás lacrimogênio.
Ainda segundo Soares, o estudante teria feito ao menos três comentários ofensivos no post do vídeo. "Ele xingou de "bando de lazarento", depois criticou a polícia dizendo que a polícia só age nos momentos de diversão e por último ainda chamou os policiais de "caipora", disse o sargento.
"Ninguém tirou o direito de liberdade de expressão e de discordar da polícia, mas ele ofendeu a instituição e deve responder pelos seus atos", completou Soares.
O boletim de ocorrência já foi encaminhado à Justiça. O jovem foi ouvido e liberado. "Ele pode ser preso ou pagar multa e prestar serviços comunitários. Por ser crime de menor potencial ofensivo, é possível que o juiz escolha a segunda opção, mas agora está com a Justiça", concluiu.